sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

O CANTO DO ROUXINOL















Canta à noite, canta de manhã
O rouxinol no bosque dos amores.
Canta quando estou colhendo flores,
No jardim da flor mais temporã.

Tem o céu de amaranto graná
E a brisa da tarde entre as flores,
Suspira nos Invernos de rigores,
Canta triste em esperança vã.

E... nas noites amenas de ar puro,
Escuto, à lua, os teus cantares.
Soam os ecos p'lo bosque sombrio.

Nas noites de dulcíssimo escuro,
Bálsamo suave em meus pesares,
Tiras do meu peito a dor e o frio.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

O CORAÇÃO DO SER HUMANO

O coração de todo o ser humano Foi concebido para ter piedade, Pra ser doce no eterno desengano, Para olhar e s...