quinta-feira, 6 de abril de 2017

REVISÃO DA VIDA























Cortei o tempo em pedaços, vi a alma
E revivi paisagens há muito guardadas,
Vividas naquela paz dos dias de calma,
Fotos d' infância, memórias sagradas...

Daquela juventude que já foi embora,
Guardei a alegria, autenticidade,
Os dias de sol e o nascer da aurora...
Decidi viver como na flor da idade.

Preteri os sonhos, elegi o dever,
Deitei fora coisas, frutos do meu querer
E a razão chamou-me à maturidade.

Hoje, não tenho idade, sou com' a flor,
Esqueci a saudade, vivo do que for...
Ordenei meus limites com facilidade!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

INCÊNDIO VELOZ

Corre mais que um atleta, mais depressa E corre tão depressa como o vento... Atrás de si, fica a treva espessa: O ten...