quarta-feira, 13 de julho de 2016

SOMOS SÓ ADMINITRADORES



















O que temos não é, de facto, nosso,
Nada que herdamos nos pertence.
Cultivo esse chão enquanto posso,
Cuido d' o conservar... Que nele pense!

Vou pelos campos e sou eu que roço.
Verde-clara esp'rança tudo vence.
Procuro o sítio mais insosso,
Restauro a casa de amanuense.

Desinteressado acto de bem,
Planto as árvores para quem vem...
Sei qu' é incompreensível aos maus.

Enquanto bem guardado for por nós,
Terra herdade de nossos avós
Não podem deixar que fiquem só paus!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

DESCANSO DUM SONHADOR

A cabeça pendida docemente Em sonhos do sonhador inquieto: É o sonho o seu bordão clemente E repousa num descanso discr...