terça-feira, 12 de julho de 2016

CONTRASTE
























Uma parte de mim ri, outra chora
E sofro num conflito que não tem fim.
Uma parte chateia, outra t' adora
Sem entender o que vai dentro de mim.

Será, Meu Deus, que posso viver assim,
Entre alegria e dor que me devora?
Será que é sangue bom em corpo ruim...
Sofro por dentro, sou feliz por fora!

Terei dois ideais na própria mente,
Feliz e triste simultaneamente...
Quem pode ser dois num único momento?

Ou seremos dois espelhos de contraste,
Ou flores desiguais na mesma aste,
Tendo nós os dois o mesmo sentimento?

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

VENDO-NOS AO ESPELHO

O espelho não me diz que envelheço, Enquanto andar junto da mocidade. Mas as rugas vêem meu rosto impresso... J...