Follow by Email

domingo, 23 de novembro de 2014

CAMINHOS DE ENCONTRO



















Caminho, errante, no meio das trevas,
Procuro a verdade pra ter visão.
Encontro caminhos de luz que me levas
A Jesus que  'star no meu coração.

P'lo caminho, encontrei gente em desânimo:
Sem paz, sem sustento, sem luz, sem remédio...
Trouxe-lh' alegria, a paz de Deus, ânimo,
Dei-lhe a paz do Pai, por Seu intermédio.

Humilde, falei-lhe da fé, do amor
Como pão da vida que a fortaleça,
Disse-lhe que havia um Bom Pastor
Que ama e não deixa que desfaleça.

Na fome e sede o Senhor nos serve,
E, se nós quisermos, livra-nos do mal,
Desde qu' o noss' amor n' Ele se conserve
E transformemos em bom o qu' 'stá mal.

Teremos, então, direito que não fira
A nós e ao nosso próximos respeite,
Haja honra, concórdia, não mentira...
Qu' o Amor-Deus nos abrace, nos estreite!

Modesto


Sem comentários:

Enviar um comentário