segunda-feira, 25 de junho de 2012

SOBREVIVER

























Volto a sacudir os olhos p'la escrita,
Volto com meu caderno e minha mente:
Tenho tudo pra ser feliz e a dita
de uma dor que nos poemas se sente.

Doi-me! Esta dor expande-se no tempo,
Onde tudo passa... Fica a dor rasgada!
São montes de papel onde o pensamento
Visitou e encontrou força sagrada!

Olho pra dentro do corpo e idade,
Conheço tudo e tenho saudade
Da vida a fugir e eu a querer viver!

Vejo-me: Não 'stou mal prá minha idade!
Subo ao patamar da capacidade:
Gosto da vida e vou sobreviver!

Modesto


Sem comentários:

Enviar um comentário

O CÉPTICO TAMBÉM PENSA...

Deus há muito desceu no Ocidente, Lá, por trás dos montes de rosa tingidos... Vejo o mundo que ante mim s' estende ...