terça-feira, 26 de junho de 2012

ESSÊNCIA DO AMOR

























Já tenho o programa para hoje,
Nesta forma etérea dum verso:
Vou fazer um Poema-flor que oferto
Ao amor, brotando do sol que surge.

A noite já foi vencida e foge,
Deixando toda a cor do Universo.
O sol vence o escuro espesso,
O dia encantado se insurge.

Poema-flor de pétalas de seda,
Beleza que sai do ventre da terra,
Traz-me hoje um desejo maior:

De manhã, declamo nesta vereda,
À tarde, a semente se descerra...
Com a flor-essência do Amor!

Modesto

2 comentários:

  1. A sua presença, nesta página...é, já, um lindo poema, à vida e ao amor!!!
    Bem haja, Modesto!!!

    ResponderEliminar
  2. E as suas palavras de conforto, são inspiração de poesia!
    Muito obrigado pela sua ajuda, Raiana.

    ResponderEliminar

NOITES DE LUA

Belas noites brancas de lua cheia, Como gosto de vós, noites formosas! Minh' alma canta como a sereia, Que s...