Follow by Email

sábado, 2 de junho de 2012

MEU PIANO ESQUECIDO
















Tacteando as teclas sem olhar,
Conto os bemóis e os sustenidos,
O piano está a desafinar...
Está louco como os meus sentidos!

São cordas encardidas, com certeza,
Porque já não toco há muito tempo:
Ando a admirar a Natureza
E ele sente este contratempo!

À música tenho que regressar,
Reviver o passado de alegria,
A dedilhar as teclas e cantar...
Junto fantasia e poesia!

Tocando mais andante, qu'emoção!
O som da música abre as flores:
Sonho que vibra no meu coração
Que tocando, dançam meus amores!

E, ao som desta minha melodia,
Até a planta move o seu ramo,
Movimento de eterna poesia
Que sai da sinfonia do piano!

E, nesta utopia desenhada,
Toco as ventanias da saudade:
Cai sobre as teclas lágrima salgada,
Pingo que rima com felicidade!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário