Follow by Email

domingo, 3 de junho de 2012

AS TECLAS DO MEU PIANO























Continuei a tocar no piano
As músicas que de cor eu sabia.
É mesmo verdade! Não há engano:
O piano renovou-se! Vivia!

É uma intempestiva emoção,
Escondida nas lágrimas de água:
Tal a euforia do coração,
Lavei as teclas e a minha  mágoa! 

Sonhava e estava tão tranquilo
Que não dei conta de s'aproximar
Flores, pássaros e tudo aquilo
Que ouvia o piano tocar!

Então, ocorrem ao meu pensamento 
Os belos ardores da mocidade!
Sem saber, eles deram-me alento
Para tocar música de saudade!

É completa minha satisfação
Qu'até deixo que meu coração chore,
Ao recordar outra ocasião
Em que 'spero qu'o amanhã melhore.

A vida é mesmo um desatino!
Iguala as cordas do meu piano:
Tocando nota falsa, desafino,
Com'acontece com o ser humano!

Modesto



                                      

Sem comentários:

Enviar um comentário