Follow by Email

quinta-feira, 1 de junho de 2017

VOLTA, MUSA !



















Por onde andas tu, Musa graciosa
Que te escondes na noite orvalhada,
Sobre as névoas, voas vaporosa
E tens a face na sombra mergulhada?

Baixa do céu num vôo harmonioso
E vem ver minha vida desesperada!
Oh! Vem à janela, ser misterioso,
Traz a minha fantasia renovada!

Eu já te procurei desde o sul ao norte,
Não te encontrei... Tu és minha sorte
E, sem sonhos, meu coração desespera!

Eras a estrela, mas te apagaste,
Como estrela-cadente, t' afastaste...
Tu és o mote que minh' alma espera!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário