terça-feira, 30 de maio de 2017

A MUSA



















Ela foi um canto de alegria,
Musa do qu' escrevi em seu louvor,
Pôs-me um véu azul na fantasia,
Num sonho impossível ao amor:

Que foi luz, que foi som, beleza, cor...
No meu mundo fugaz de cada dia,
Que foi de tudo perfume e flor...
Deixou vida monótona, vazia!

Está presente no meu pensamento,
Estrela a luzir no firmamento
Que ora vai, ora vem... me deixou!

Passa plo céu num rápido momento...
Foi estrela-cadente, cintilou!
Mas... na sombra da noite, s' apagou!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

SONETO BEM CRIADO

Nestas linhas mal traçadas, Há um soneto partido E mágoas anunciadas: Ouve-se long' o gemido. Nas linhas, há al...