quarta-feira, 3 de maio de 2017

VALORES DEGRADADOS
























O meu planeta que se nos apresenta
Em tão grande degradação de valores...
Peço um milagre que nos acalenta
Neste mal estar em palco de horrores.

Venha uma Força do céu bem visível
À nossa terra de florestas e mares...
É o vil poder de que nada é crível:
Dissipémo-lo em fumaça nos ares!

Que brotem dum solo já não aguerrido
Nossa oração em soneto sofrido,
Sementes de bênçãos pró que nos compraz.

Haja universo de entes queridos,
Sejamos família, braços 'stendidos,
Juntos e unidos, sigamos em paz!

Modesto


Sem comentários:

Enviar um comentário

SAUDADES, MÃE !

Vejo-te num anónimo jazigo Humilde, ond' a paz se nos revela. Erguida, junto dum ciprest' antigo, Contemp...