sexta-feira, 2 de junho de 2017

NÃO TEMAS A VIDA

















Não temas, menina! Enfrenta a vida,
Vai sorrindo com ela até ao fim!
Eu também era assim, na recaída,
Quase um fantoche nas mãos do sem-fim!

Hoje, a vida respeita o meu dia
E, entre mim e ela , será assim.
Antes, ela alguma coisa pedia,
Hoje, a vida só vive para mim.

Quando, persistente, ela me ignora,
Tão tola e pertinaz, quer ir embora,
Eu armo-lhe logo uma emboscada!

Aplico o remédio que ela gosta
E subimos juntos a mesma encosta...
Submissa, segue-me na mesma estrada!

Modesto


Sem comentários:

Enviar um comentário

VENDO-NOS AO ESPELHO

O espelho não me diz que envelheço, Enquanto andar junto da mocidade. Mas as rugas vêem meu rosto impresso... J...