terça-feira, 17 de dezembro de 2013

MÁGOAS AO LUAR
























Luar transbordante nas montanhas
Mostra a paisagem na noite vaga,
O meu pensamento assim divaga
Por sensações, cada vez mais estranhas.

Minhas dores sofridas são tamanhas
Qu' apenas a solidão 'ind' afaga!
Morrer pode ser uma boa paga...
Mas... vejo claridade nas campanhas...

Lutar com o passado, é inútil,
Por mais que tenha tido amor fútil,
Fez muitos estragos, fera audaz!

Lua que ilumina, hoje plena,
Única esperança que m' acena...
Meu pobre coração não satisfaz!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

AQUI MOROU MEU REI

Aqui morou um rei quando, menino, Vestia um castanho algodão. A pedra da sorte do meu destino Pulsava junto ao meu cora...