quinta-feira, 28 de abril de 2016

E O TRONCO FLORIU



















Pus um tronco sem raiz
Que lutou p'la sua meta:
Floriu!... Eu fiquei feliz
No sorrir de minha neta!

Veio o sol a brilhar
No meu céu de cinza baço:
Estava a borbulhar
Naquele pequeno 'spaço!

Agora, tem nova vida,
Cresce em grande corrida...
Entusiasmo d' ardor!...

Vejo a flor apagada!
Flor morta, mas tentada,
Num dia que fez calor!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

AS FRAQUEZAS DA VIDA

Eu não sei se há algum fundamento Andar com a vida sem sintonia. A esperança levou-a o vento... Pois tudo tem que aca...