JÁ SOU PRESA DAS AUSÊNCIAS

























As grandezas dos meus sonhos são medidas
Sem caberem no 'spaço do universo.
Há enormes distâncias percorridas
Neste curtinho espaço do meu verso.

Fico horas com as letras estendidas
No papel e num pensamento imerso
A fazer comparações com outras vidas...
Mas encontro sempre um tempo adverso.

De grandes sonhos eu já estou liberto,
Porque o meu fim está longe ou perto
E eu, pobre de mim, estou sem socorro.

No meu mundo, quase sempre há deserto
O sonho do verso já anda disperso,
Apesar dos pensamentos que percorro.

Modesto

Comentários

Mensagens populares deste blogue

NASCESTE, FILIPA !

A VIDA TEM OUTRO SABOR

SALVEMOS O PLANETA