AMOR NAMORADO

















Há sabor acre no pranto,
Amor sincero nas minhas
Mãos a escrever um canto
Com' é o das andorinhas.

Há amor de namorados,
Enlace de almas gémeas
Entre jardins perfumados
Com canteiros d' alfazemas.

Amores que vêm por bem,
Outros com destinos raros.
Bons, os que vêm d' além,
Como cânticos de ralos.

Amores desencontrados
Que não é amor amado.
São amores cadastrados...
Não é amor namorado.

Há o amor sem esforço
Que te deixa solitário.
Deixa fluir um esboço
De teu amor solidário!

Modesto

Comentários

Mensagens populares deste blogue

NASCESTE, FILIPA !

A VIDA TEM OUTRO SABOR

SALVEMOS O PLANETA