terça-feira, 16 de junho de 2015

ENVELHECER NÃO CUSTA NADA



















O meu passado tem sol e claridade
Que nas sombras do futuro resplandece.
O meu presente é feito de saudade
E, então, o meu caminho escurece.

Por isso, sinto cada vez mais saudade.
A recordação, às vezes, aparece
A reflorir de novo em mocidade...
Mas sinto que o coração envelhece.

Sei que foi sempre doce o meu passado:
Recolhi da vida o que me foi dado,
Hoje sei envelhecer tranquilamente.

Vai-se envelhecendo?... Não custa nada!
A estrela que brilhou na madrugada
É, agora, a estrela do poente!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

SAUDADES, MÃE !

Vejo-te num anónimo jazigo Humilde, ond' a paz se nos revela. Erguida, junto dum ciprest' antigo, Contemp...