domingo, 21 de junho de 2015

A TRINDADE NA VIDA



















A vida é uma planta misteriosa,
Cheia de espinhos, negras amarguras.
Mas tem poesia, amor e uma rosa
E todos se abrem em belas flores puras.

A poesia é a flor da mocidade,
Quando a alma acorda estremecida.
O amor torna-se poema de verdade,
S' a rosa é perfume que tange a vida.

Voltai, meus sonhos de amor e saudade:
Trazei-me poesia, flor da mocidade
E o amor seja febre dos meus sentidos!

Quero ainda sentir arder-me o sangue,
Viver a ternura que no meu peito langue...
Trindade, acorda tempos adormecidos!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

ORIENTA-ME, ESTRELA DA MANHÃ !

Eu te procuro, doce estrela a manhã Que no lusco-fusco d' aurora 'stá desperta, Por vezes, no meio de nuvens c...