Follow by Email

terça-feira, 19 de março de 2013

SONHO E DESTINO






















Tenho pés que pisam nuvens mais que chão,
Um olhar que vê além do que enxerga,
Um corpo que aos estorvos não se verga
E mente obediente ao coração.

Sigo o sonho qu'o destino reservou
Entre pedras, árvores, plumas e flores.
S'ando no chão, há ódios e amores...
Nem sei ao certo quando e pr'onde vou.

Vou seguindo a estrada do destino,
Acompanhado do dom amor divino,
Desde sempre em minha alma escrito.

Não desisto se o sonho é sofrido,
Sigo o caminho árduo e dorido...
Sonhando, ganho o galardão bendito.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário