segunda-feira, 4 de março de 2013

MOMENTOS RELACIONAIS DA ALMA
















Os instantes superiores da alma
Só nos acontecem na solidão.
S'o amigo, terrena ocasião,
Se retirar para longe com calma.

Ou quando a própria alma subir
A um plano elevado tão alto
P'ra reconhecer a aura do salto
A qu'a Omnipotência s'abrir.

E não é abolição da moral,
Esta que é tão rara, mas tão bela,
Como aparição de nova 'strela,
Mas sujeita a um corpo mortal.

A revelação da eternidade
Aos Seus favoritos - que são bem poucos
E alguns pensam qu'esses são loucos -
São substância d'imortalidade.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

DESCANSO DUM SONHADOR

A cabeça pendida docemente Em sonhos do sonhador inquieto: É o sonho o seu bordão clemente E repousa num descanso discr...