domingo, 10 de março de 2013

CHUVA MANSA

















Chuva miúda a cair
De mansinho e com calma,
Vai molhando o florir
E lavando a minha alma.

Chuva a cair tão mansa,
Paisagem, daqui de dentro,
traz-me aquela lembrança
De profundo isolamento!

Chuva que cai em silêncio,
Na tarde sem claridade...
Ao meu sonho d'hoje, vence-o,
Qu'é d'infinita saudade!

Chuva caindo tão mansa,
Com suave intensidade,
Hoje a minh'alma descansa
Em branda serenidade.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

AQUI MOROU MEU REI

Aqui morou um rei quando, menino, Vestia um castanho algodão. A pedra da sorte do meu destino Pulsava junto ao meu cora...