domingo, 5 de junho de 2016

UM DIA IREI PARTIR



















Quão belos são os jardins a florir,
Todos s' embelezam na lua cheia.
Quando o meu fim estiver pra vir,
Até a erva do monte ondeia!

Um dia eu serei pó ou areia,
Ao que existe, me hei-de unir,
O meu sangue paralisa na veia,
Os meus braços ao mundo vou abrir.

Então, virá a mim o meu desejo
Que vem a mim como se foss' um beijo...
E lá irei habitar na floresta!

Então irei ao ritmo das paisagens
Que eu sonhava nas minhas imagens
E haverá aí bonita festa!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

DESCANSO DUM SONHADOR

A cabeça pendida docemente Em sonhos do sonhador inquieto: É o sonho o seu bordão clemente E repousa num descanso discr...