segunda-feira, 20 de junho de 2016

PRIMEIRA NOITE DE VERÃO



















Faz calor, vou tirar o agasalho.
Há lágrimas mas luto por vencê-las.
Caminho e minha mágoa espalho,
Olho o céu, procurando estrelas.

As flores choram lágrimas d' orvalho,
Lágrimas trémula e, ao vê-las,
Balanço meus olhos pelo galho
Do ramo que, sedento, quer bebê-las.

E vou tristonho,,, Baila plo espaço
O lamento das horas que ficaram
Na Primavera - queria prendê-las...

Deixo a minha dor por onde passo,,,
Olho o céu...As mágoas debandaram
Ant' o 'splendor da lua, das estrelas!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

SONETO BEM CRIADO

Nestas linhas mal traçadas, Há um soneto partido E mágoas anunciadas: Ouve-se long' o gemido. Nas linhas, há al...