Follow by Email

domingo, 11 de janeiro de 2015

FLOCOS DE NEVE





















Nossas lembranças são flocos de neve,
Molhando-nos em tardes de verão.
É o tempo que nos castiga leve
E afaga o nosso coração.

É branca tod' a vida que passou,
Foi perdendo calor pelo caminho!
Tudo o que se viveu acabou...
A gente chegou aqui... 'stá sozinho!

Mas, há seiva viva pra muitos anos!
Enganamos todos os desenganos
E flocos de neve irão caindo.

Corpo e espírito de criança
Convidam a caminhar na esp'rança...
Cai neve na alma... Vai-se sentindo!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário