sábado, 17 de janeiro de 2015

CANTA, MEU CORAÇÃO!


















Eu preciso de música que flua
Nas minhas mãos frágeis e nos meus dedos
Com melodia líquida e nua
Que deite fora amargos segredos.

Ah! A antiga vida sã e crua
Me dê canção viva, me dê guarida,
Um sonho febril, um brilho de lua...
Para viver de cabeça erguida!

A melodia pode enfeitiçar
Um coração que vive ao abandono,
Magia calma,respiração pura...

Mansa, azul imensidão do mar
Ampare-me ao ritmo do meu sono
E flutue pra sempre com frescura!

Modesto


Sem comentários:

Enviar um comentário

O CORAÇÃO DO SER HUMANO

O coração de todo o ser humano Foi concebido para ter piedade, Pra ser doce no eterno desengano, Para olhar e s...