Follow by Email

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

A VIDA NUM LIVRO

Se a minha vida fosse um livro
De páginas brancas, imaculadas,
Se as letras dissessem como eu vibro
Seriam certamente devoradas.

Quantas histórias se tem na vida,
Quantas letras de lágrimas choradas
E quanta alegria foi vivida
No amor que são páginas sagradas!

Letras que não s'apagam da memória
Qu'eram início d'outra história,
Se apagaram numa minha mudança...

Meu livro continua a ser escrito.
No final ficará só o espírito...
Se for lembrado, eis minha esp´rança!

Modesto


Sem comentários:

Enviar um comentário