sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

OS NOSSOS AMORES

Por entre as sombras que acariciam
Com seus suaves contornos o luar,
Pouco a pouco as estrelas anunciam
Uma noite linda que nos faz amar.

Os segredos da nossa vida amena,
Entre a bruma de límpidos cristais
Suavizados com doçura serena,
São os singelos costumes ancestrais.

Vamos levando a vida encantada,
Entre os verdes vales e as montanhas
E com a terna lua enamorada,

Amando ternamente como tesouro
Os amores que saíram das entranhas,
Pelos beijos amorosos junto ao Douro.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

ORIENTA-ME, ESTRELA DA MANHÃ !

Eu te procuro, doce estrela a manhã Que no lusco-fusco d' aurora 'stá desperta, Por vezes, no meio de nuvens c...