quarta-feira, 8 de abril de 2015

COMO A CAMINHO DE EMAÚS



















Por do sol, a noite se aproxima
E eu vou bem cansado da jornada!
Muitas sombras cobrem o meu caminho,
Meu coração sente-se tão sozinho,
Angústia, Que minh' alma s' exprima!

Senhor, Meu Companheiro de jornada,
Não mereço, mas peço: Vem comigo!
Faz-se tarde: entra na minha casa,
À Tua voz, meu coração s' abrasa!

Tu estavas a meu lado sempre!
Como pude ser néscio, assim!?
Agora sinto Tua Luz presente!
Só não Te posso ver fisicamente...
Mas, Cristo vivo, vive em mim!!!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

VENDO-NOS AO ESPELHO

O espelho não me diz que envelheço, Enquanto andar junto da mocidade. Mas as rugas vêem meu rosto impresso... J...