Ó ABRIL!























Agora, que é Abril, o sol aumenta,
Vai secando nos meus olhos o meu pranto,
O amor que te dedico não s' ausenta,
Seguindo caminhos próprios: Um 'spanto!

Dentro de mim, meu coração apresenta
Várias sugestões para um bom Encontro
Das Forças, como fonte qu' o dessedenta,
Na procura de um remédio pronto...

Agora, qu' é Abril, vão aparecer
Novas propostas que não são d'outros meses.
S´elas forem boas... Abril, não te 'scondas!

Vou declamar meus versos todas as vezes
Qu' o espírito d' Abril me fornecer
Liberdade briosa como as ondas!

Modesto

Comentários

Mensagens populares deste blogue

NASCESTE, FILIPA !

A VIDA TEM OUTRO SABOR

SALVEMOS O PLANETA