Follow by Email

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

LUAR DE AGOSTO
























Reflecte-se bela a Lua no Douro,
Como espelho de água prateada,
Espalha-se no rio em bolinhas d'ouro
Tornando a forte corrente parada!

Ilumina a noite com luz tão alva,
Alheada dos ruídos da cidade...
Vai passando sem mácula nem ressalva
O belo Luar de Agosto de verdade!

E... Deixo entrar a luz pela janela,
Vou ouvindo minha música baixinho,
Invadindo-me da Lua com carinho!

Tão carinhosa não há como é ela:
É a minha Musa presente, tão bela
Com camisa de noite de branco linho!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário