segunda-feira, 26 de agosto de 2013

ENTRELINHAS

















Passeio frases, alegre, ao acaso,
Nos teu olhos doces que me iluminam.
Uso as palavras já fora de prazo,
Só para ver o que elas me ensinam.

Descobri verdades nas entrelinhas,
Palavras certas com sílabas perfeitas,
Pra poder descrever ideias, as minhas,
Com emoções e alegrias bem feitas.

O sol, na janela, me interrompeu,
Num quente sorriso, sua luz me deu
E deixou saudades d'auroras antigas.

O silêncio e solidão sentidos
São como melodias nos meus ouvidos...
Como a voz suave das raparigas.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

ORIENTA-ME, ESTRELA DA MANHÃ !

Eu te procuro, doce estrela a manhã Que no lusco-fusco d' aurora 'stá desperta, Por vezes, no meio de nuvens c...