Follow by Email

sábado, 17 de agosto de 2013

ESCUTA!...




















Um som tão doce... Um alento tão vera...
Passa por todo o dia acinzentado!
Qual tímido aroma de primavera,
Qual adejar de pássaro assustado!

De hoje para ontem tudo me parece
Distante... próximo do já esquecido:
O teu conto de fadas já não aquece,
Mas o passado abre-se com sentido!

Talvez lá fora esteja um mensageiro,
Chegando cada vez mais junto a mim...
Talvez eu veja de novo o carreiro
Que, antes, me levava ao meu jardim!

E...nas horas matinais a vida sopra
Reminiscências a tremer passando,
Como aguaceiro que já não importa...
Mas busco calor prá vida!... Até quando?

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário