sexta-feira, 19 de julho de 2013

AMAR...





















Amar é como ouvir passar um rio
Na concha do recôncavo da aurora
Que acorda do crepúsculo sombrio
No tédio de passar sem ir embora.

Amar é como estar em pleno Estio,
Tempo em qu'a Primavera comemora,
Nos arco-íris do sonho o desfastio
Do reflorir do Estio de quem chora.

Senhor, é como reinventar o acaso
Da causa dos amores sem destino,
Na história da reinvenção da flor.

Amar... é como encontrar o acaso,
Reinventando o sonho clandestino
E viver na vida um grande amor!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

O CORAÇÃO DO SER HUMANO

O coração de todo o ser humano Foi concebido para ter piedade, Pra ser doce no eterno desengano, Para olhar e s...