terça-feira, 11 de junho de 2013

A FLOR E O PÁSSARO


















Voa... voa... Para além do infinito,
Pássaro que sofre e quer esquecer.
Ficaste no jardim qu'achaste bonito,
Mas, no voo, encontrarás mais prazer!

Voa alto! Vai além do horizonte!
Tens a liberdade que te dá o vento.
Voa até à frescura duma fonte
E vai longe como vai o pensamento.

Nas tempestades, procura um abrigo.
Na doença, vem que te curarei,
És livre... mas sempre serás meu amigo,
De ti, amigo, sempre me lembrarei.

Eu sou só uma flor a desabrochar,
Exalo perfume com todo o amor,
Dou-te o meu pólen pra t'alimentar
Na esperança de te tirar a dor.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

AQUI MOROU MEU REI

Aqui morou um rei quando, menino, Vestia um castanho algodão. A pedra da sorte do meu destino Pulsava junto ao meu cora...