quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

SEMPRE A RENASCER


Que importa se restam cinzas,
Quando a chama foi bela e grande?
As nossas paixões são fénixes:
Quando uma morre a outra renasce das cinzas!
Tudo vive, tudo morre para renascer:
Nascer, viver e morrer
É sempre a progredir...
É a Lei da vida que nos faz evoluir!
A vida é um incêndio:
Nela dançamos músicas mágicas...
Qu'importa se restam cinzas,
Quando a chama é bela e alta?
No meio dos toros que desabam,
Cantemos a canção da chama!
Cantemos a canção da vida,
Na sua própria luz consumida.
Eu quero renascer
Numa costa de céu azul,
Para florescer
Como lírio azul
E, então, perceber
Que a vida é pra viver,
Nas montanhas do saber
E na sabedoria do viver,
Para sempre renascer...
E... a única coisa que vou precisar
É a alegria de poder voltar
À Primavera que se deixa cortar
Para, renovada, renascer...

Modesto


Sem comentários:

Enviar um comentário

TRAZER O "SER" LIBERTO

Da gota d' água dum carinho agreste Geram-se os oceanos da bondade. O coração qu' é livre e bom reveste Todo o...