sábado, 23 de fevereiro de 2013

AMOR


















Amor é dos suspiros a fumaça:
Revolto, mar de lágrimas d'amante,
Puro, fogo qu'os olhos ameaça
Ou loucura temperada a cada instante.

Se encontra obstáculos, se altera
Ou vacila ao mínimo temor...
Se a união das almas é sincera,
Nada o impede ou... não é amor.

Amor é um marco eterno dominante
Que encara a tempestade com bravura.
É astro que norteia a vela errante
Cujo valor se ignora na altura.

Amor não teme o tempo, muito embora
Seu punhal não poupe a mocidade...
Amor não se transforma d´hora a hora
Antes se afirma prá eternidade.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

DESCANSO DUM SONHADOR

A cabeça pendida docemente Em sonhos do sonhador inquieto: É o sonho o seu bordão clemente E repousa num descanso discr...