Follow by Email

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

COMO CRIANÇA

















Quero voltar a viver como criança
E quero viver de modo infantil.
Quero ter, 'inda, aquela esperança:
Voltar a ver o céu de cor de anil!

Quero acordar e ver um dia novo
Para descobrir coisas desconhecidas.
Quero fazer descobertas que absorvo
E olhar o mundo noutras perspectivas.

Querer ser criança não é disparate:
É ver as coisas simples e com surpresa!
Isso será loucura? Não! É franqueza!

Vê bem: É viver o dia em rebate...
O que nos cega, adultos, é rudeza,
Pois há um outro olhar que tem pureza!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário