Follow by Email

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

O ARCO-ÍRIS



















Saí em busca do belo
Perfeito e sem engano
Qu' atendesse meu apelo
E alcançasse meu plano
E, ao longe, pude vê-lo.

Vi a lua entristecida
Por não ter as sete cores,
Tinha tristeza sentida...
Reflectia seus amores
À estrela preferida.

O horizonte sentia
Uma forma de vazio.
Um arco traz alegria,
Em tempo cinzento frio,
Suas cores reflectia.

Era na realidade
Como fabuloso sonho
Que dava felicidade
E sem sorriso tristonho
Mas ar de suavidade.

O arco-íris deu vida,
Nesta manhã orvalhada.
A lua não tinha vida,
Seguindo sua estrada,
Mas muito entristecida.

Dia de chuva sem pressa,
Mas com cor d´animação,
Uma mudança começa,
Sem grande inspiração,
Até qu' o sol apareça.

O arco-íris, agora,
No horizont' a brilhar
Fica lá e lá demora
Com algo para contar,
Pela nossa vida fora.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário