GRATA FELICIDADE



















Que meus olhos não esqueçam
Os meu sonhos que revejo!
Que eles reapareçam,
Est' era o meu desejo.

Tão vivos me aparecem,
Que a beleza já vejo!
Sofrimentos não esquecem,
Mas mais claro revejo.

Infelicidade passa
E isso já não se sente.
A vida volt' a ter graça...
Deus deu-me este presente!

Olho,,, E que bem se vê,
Sinto-o na consciência!
Um bom livro já se lê...
Óculos já são ausência!

Felicidade latente,
Por Deus me dar esta graça.
Louvo-O constantemente,
Por este tempo que passa.

Olhar, ver e bem ler...
E é o que já se sente.
O Médico pôs-me a ver,
Tudo voltou de repente!

Modesto

Comentários

Mensagens populares deste blogue

NASCESTE, FILIPA !

A VIDA TEM OUTRO SABOR

SALVEMOS O PLANETA