terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

CONTEMPLAR O BELO


















Contemplar o belo é ver o sol,
Observar o seu brilho lindo,
Numa tarde de arrebol
E o caminho que vai seguindo.

É ser capaz de levar a felicidade,
Com o seu doce e meigo sorriso,
Olhar os outros com sinceridade
E fazer de cada pessoa outro amigo.

Ver, como a lua, o brilho do mar,
Ver as estrelas a luzir...
Como as flores envolvem o ar
E ter uma voz que faça sorrir.

É ter um coração que não seja um deserto,
Mas que aos outros sirva de guia,
Ensinar-lhes o caminho certo,
Em aconchegante alegria.

É ver as flores num jardim
E as estrelas no céu.
Fazer tudo bem... e assim
Não pensar que tudo é seu.

É praticar a vida de criança
Quando tinha coração que amava...
Que tinha sonhos de esperança
E o sorriso que dela emanava!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

DELÍRIO AO PIANO

A tecla, mais doce que um carinho Do meu piano ebúrnio, soluçava. Era como ouvir um sol mansinho, Em cada nota que ne...