Follow by Email

terça-feira, 19 de agosto de 2014

CREPÚSCULO


















É a luz do dia que empalidece,
Quando o sol mergulha no ocidente:
Momento triste para quem padece,
Ou alívio pra quem é doente!

E as penas d' amor são um tormento:
Mágoa somente! Amor encerra...
Grande amor é grande sofrimento,
Melhor lhe seria cair por terra!

Está-se de mãos dadas à janela
A ver que a mais bonita estrela
E, das mãos, todo o corpo abrasa!

E, aos poucos, esse amor aterra,
Sem esconder o brilho que encerra
E... começa-se a procurar casa!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário