Follow by Email

sexta-feira, 17 de maio de 2013

tudo o que sonhei não foi perdido
























Sonhei muito e antes de vivido.
Era perfeito, lúcido, divino...
E tudo o que sonhei não foi perdido,
Nas ondas caprichosas do destino.

O que as fadas em mim depuseram:
Coisas de ser e de não ser... Contrárias!
E tantas emoções em mim cresceram
Tumultuosas, carinhosas... Várias!

Eu já sonhava dentro de um ser
Que m'ensinou a sonhar pra viver
A minha vida luminosa e calma.

Se desdobrarem gestos de menino,
Encontrarão restos desse ensino:
Actualidade de sonhos d'alma!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário