Follow by Email

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

JARDIM E AMOR DE INFÂNCIA

















Flores plenas de luminosidade
Sorriam, deixando-me extasiado.
Cores traziam curiosidades,
Seu perfume traz-me embriagado.

São flores do meu primeiro amor,
Soltam aromas de doce fragrância!
A mais portentosa aberta flor
Gostava da minh' augusta infância.

Olhando, repleto de nostalgia,
Meu coação batia com força
 E com angustiada alegria,
Beijava-a como fuga de corsa.

Agitado, meu desejo ardia
E em veemência almejava...
Para o desconhecido tendia
E o encantamento confirmava.

Como ave, sobre a flor voei,
Sua cor ainda mais refulgia!
Sobre a portentosa flor pousei...
Vi a felicidade nesse dia!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário