terça-feira, 15 de setembro de 2015

QUEM ME DERA O TEU TALENTO

















Caminho com emoção
E com brilho no olhar,
Levo a minha razão
E quero a ti chegar.

E assim calado sigo
com a minha intenção.
A cada passo consigo
Olhar pró teu trabalhão.

Faço uma oração
A pedir a compaixão
Devagar e ao relento.

Vou procurar segurar
E sonho realizar
O que vem do teu talento.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

AQUI MOROU MEU REI

Aqui morou um rei quando, menino, Vestia um castanho algodão. A pedra da sorte do meu destino Pulsava junto ao meu cora...