Follow by Email

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

MEUS VERSOS VOARAM

























Entreguei tudo o qu' é meu ao mundo,
Por meio desses versos que sangrei
E, concordo, que tudo foi fecundo,
Só que eu já não sei bem o que dei...

Compuseram canções com os meus versos
Que, ao ouvi-los tão belos, chorei.
Pois... poemas até então dispersos,
Formaram um rancho e uma grei.

Os sons que completavam a palavra,
Como se já não fosse minha lavra,
Diziam o que eu dizer não pude.

Mas o génio de mim s' evola,
Lá vai com minha alma que descola,
Génio da perdida juventude.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário