quinta-feira, 29 de outubro de 2015

O MEU OUTONO

















Vi, voando, a caminho do ocidente
O bando ideal das minhas ilusões.
Do sol, vi um raio trémulo e dormente
Que as dourava com seus últimos clarões.

Iam já bem longe, corriam doidamente:
Esperança, amor... meigas aspirações...
Junto, as belas aves iam tristemente,
Tão nostálgicas que partiam corações.

E lá, mais além, vi pássaros tristonhos
E, perto deles, ia Vénus lacrimosa,
Brilhando na mais deserta imensidade.

Lá, no ocaso do sol, iam meus sonhos...
Ficou comigo a chorar, linda, formosa,
Uma tard' encantada e minha saudade.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário

UM PAR DE ASAS

Se eu fosse águia ou cotovia Com liberdade plena à minha mão, De voar segundo a minha fantasia, De abrir as asas e ...