DE ROMÂNTICO A ANSIOSO



















Romântico poeta dos vinte anos,
Escrevi e deixei versos juvenis.
De alma cândida, já com desenganos...
Eram sonhos que me fizeram feliz.

Extravasei os meus íntimos arcanos,
Junto de belas musas que tanto quis,
E fui projectando sempre novos planos,
Partindo pra me tornar num aprendiz.

Cheguei e encontrei um mestre augusto
Que imaginou onde eu chegaria
Com esse talento jovem e robusto.

Então, quando atingi maior idade,
Disse que me dedicasse à poesia:
Daí veio a minha ansiedade...

Modesto

Comentários

Mensagens populares deste blogue

NASCESTE, FILIPA !

A VIDA TEM OUTRO SABOR

SALVEMOS O PLANETA