Follow by Email

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

FLOR DA ALMA PERCEBIDA
























Brisa da tarde nos florais do campo,
Um cântico de beijos ao relento
Que é coisa de que gosto tanto,
No feitiço d' amor à flor do tempo.

Desse amor eterno à mercê
Duma canção tangida pelo vento
A ressoar na alma, não se vê...
Como amor no som do pensamento.

Queria amor são na minha vida,
Conhecer alma boa e remida,
Alma duma flor ao alvorecer.

E uma canção de ser docemente
Percebida, bem leve e presente
Que pudesse mesmo perceber.

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário