Follow by Email

terça-feira, 25 de agosto de 2015

POEMA DA VIDA



















Estou a pensar na vida
Que vivi e vou viver,
Incógnita dividida
Em todo este sofrer.

E a vida já vivida
Foi bem longa caminhada.
Até aqui dividida
Entre o muito e o nada.

Anos de felicidade
E muitos outros sem rumo,
Humildes ou com vaidade...
Outros foram como fumo!

E o que falta viver?
Ainda é madrugada!
Vejo todos a crescer
E eu a ficar sem nada...

Estou a pensar e penso
Se podia ter mudado.
Mas tenho qu' usar o lenço
Pelo que tenho chorado!

Penso que virá o tempo,
E já será o presente,
Em qu' a vida é tormento
Por passar tão de repente!

E também penso na alma,
Em tudo o qu' é bonito..
Meu poema dá-me calma
Eleva-m' ao infinito!

Modesto

Sem comentários:

Enviar um comentário